O Metalúrgico #730

31 de agosto de 2023

Índice:

-Assembleia para alteração do Estatuto do Sindicato acontece em outubro: Vamos avançar na organização para fortalecer a luta;
-Veja aqui alguns dos principais motivos para as propostas de alteração do Estatuto do Sindicato;



Assembleia para alteração do Estatuto do Sindicato acontece em outubro: Vamos avançar na organização para fortalecer a luta

Participam da assembleia os/as trabalhadores/as sindicalizados/as na Usiminas, empresas metalúrgicas e os/as aposentados/as sindicalizados/as


A decisão de alteração do Estatuto do Sindicato está sendo apresentada aos/as metalúrgicos/as desde o início desse ano através dos Jornais, Boletins nas fábricas e também em encontros com os aposentados. Agora nos aproximamos da data da assembleia que decidirá sobre as alterações.


Colocar no Estatuto o que já fazemos na prática: ao invés do indivíduo é o coletivo que nos faz avançar na organização e luta


Uma das principais alterações no Estatuto será a forma de organização da diretoria do Sindicato. O objetivo é colocar no Estatuto o que estamos fazendo na prática, a diretoria se organiza de forma colegiada, o que significa que as decisões e as tarefas são feitas coletivamente.


Assim cada um e todos juntos tem deveres e tarefas a cumprir e isso faz avançar nossa organização e luta.


Juntos com a Intersindical, o Sindicato dos Metalúrgicos da Baixada Santista tem ampliado a luta em defesa dos direitos enfrentando os ataques dos patrões e dos governos de plantão:


Desde que derrotamos os pelegos que estavam no Sindicato à serviço dos patrões, retomamos direitos dos trabalhadores na Usiminas e nas empresas metalúrgicas, também estamos firmes com os aposentados contra os ataques que sofrem principalmente no plano de saúde.


Juntos com a Intersindical o Sindicato é um instrumento independente em relação aos patrões e governos, autônomo dos partidos e que tem o compromisso com a defesa dos trabalhadores e está presente na luta do conjunto da classe trabalhadora.


As alterações do Estatuto é mais um passo no avanço da nossa organização, pois é colocar nesse documento o que corretamente já estamos fazendo no dia a dia da nossa luta.


Preste atenção ao calendário da assembleia e você que é sindicalizado/a, participe


-Participam da assembleia os/as metalúrgicos/as sindicalizados na Usiminas, nas empresas metalúrgicas dentro e fora da usina e os/as aposentados/as sindicalizados/as


-Os/as trabalhadores/as receberão Jornal contendo a propostas de alteração do Estatuto.


-O voto na assembleia será secreto em cédula e urna.


- Haverá urna na usina, nas fábricas metalúrgicas, na sede e subsedes do Sindicato, também em São Vicente e na Praia Grande.


A assembleia acontecerá nos dias 24, 25, 26 e 27 de outubro



Veja aqui alguns dos principais motivos para as propostas de alteração do Estatuto do Sindicato

O Estatuto do Sindicato foi criado numa época em que ainda eram os pelegos à serviço dos patrões e da ditadura que estavam no Sindicato para atacar os trabalhadores, ou seja, ele não foi criado com regras para garantir de fato a participação dos trabalhadores no Sindicato


Assim que a Intersindical derrotou os pelegos ligados à CUT e a CTB em 2005 fizemos alterações importantes no Estatuto com o objetivo de garantir a participação da base pra valer nas decisões do Sindicato. Exemplo disso é que antes para inscrever uma chapa era preciso ter pelo menos 113 pessoas, ou seja, era para inviabilizar a participação da categoria. Nós alteramos isso em 2007 e agora para participar da eleição do Sindicato a Chapa precisa ter 32 membros.


Mas é preciso mais alterações para melhorarmos ainda mais nossa organização.


Se a direção do Sindicato já funciona de forma colegiada qual a necessidade de alterar o Estatuto? Para garantir que o que já fazemos na prática esteja também no Estatuto


Os trabalhadores, ao elegerem uma CHAPA, elegem os/as companheiros/as que estarão na direção do Sindicato para organizar a luta do conjunto da categoria e se somar a luta do conjunto da classe, não elegem apenas o presidente.


Na direção colegiada cada um e todos juntos tem deveres e tarefas a cumprir, cada um coletivamente é capaz de contribuir para o avanço da organização.


Dessa foram valorizamos o coletivo e as aptidões de cada companheiro quando o que se destaca não é o indivíduo e sim o coletivo.


Hoje o atual presidente do Sindicato é o Sergio, carinhosamente conhecido como Cascatinha, um dos companheiros que está há tempos na luta da classe trabalhadora e sabe muito bem como é importante a organização coletiva da classe. Cascata junto ao conjunto da direção está empenhado para essa importante alteração no Estatuto.


Vamos juntos e firmes participar desse importante momento da nossa organização: assembleia para alteração do Estatuto nos dias 24,25, 26 e 27 de outubro


Seja na Usiminas, nas metalúrgicas ou nas reuniões dos aposentados estamos sempre na luta pela ampliação e garantia dos direitos dos trabalhadores!

+ boletins