A serviço da Usiminas para atacar direitos dos trabalhadores

03/09/20

Pelego Luiz Carlos Miranda, que foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga (MG), é denunciado por lavagem de dinheiro


Mais denúncias contra o pelego Luiz Carlos Miranda, conhecido como Boca Roxa que foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga/MG (SINDIPA) até 2012 escancaram que ele esteve no Sindicato para servir aos interesses da Usiminas.


Esse pelego se enriqueceu às custas de entregar direitos dos trabalhadores e dilapidar o patrimônio da categoria. As denúncias divulgadas na semana passada em ação movida pelo Ministério Público do Trabalho mostram que mais de R$ 2 milhões foram desviados pelo pelego em contratos com a Fundação São Francisco Xavier, entidade controlada pela Usiminas.


São muitos e graves os atos cometidos pelo pelego Luiz Carlos que prejudicaram os trabalhadores, por causa disso, desde 2012 ele e parte de sua turma são proibidos de disputar as eleições do Sindicato.


Em 2012, depois de uma intensa batalha, a chapa de Oposição da Intersindical conseguiu disputar as eleições e, junto com os metalúrgicos, derrotou a chapa apoiada pelo pelego Boca Roxa e pela Usiminas.


A direção eleita pelos trabalhadores pôs fim a toda maracutaia montada pelos pelegos. Acabaram os Acordos que retiravam direitos, não há dinheiro do patrão financiando nenhuma atividade do Sindicato, o SINDIPA voltou a ser o instrumento de luta e defesa dos trabalhadores.


A atual diretoria do SINDIPA segue firme exigindo que haja a devida punição contra todos aqueles que por anos atacaram direitos e dilapidaram o patrimônio da categoria

+ notícias