VÍDEOS

Reportagem da VTV sobre a assembleia na Usiminas

Vídeo: Paralisação da Usimorte

Paralisações: Honda-Toyota-Samsung



Paralisações de 1
º de Abril de 2009 da Honda, Toyota, Samsung-Costech-Cellcomm em defesa do emprego, de salário e direitos. Os trabalhadores não vão pagar pela crise!

Em todo o mundo, os trabalhadores estão se organizando para enfrentar os efeitos da crise e as tentativas de empresários e governos de jogarem nas costas dos trabalhadores o preço da crise. No mundo todo, os patrões se aproveitam deste momento para tentar retirar direitos e reduzir salários.

Mas também no mundo todo, os trabalhadores estão organizando a resistência. Na França, já está sendo deflagrada a terceira greve geral. Aqui no Brasil, teve início nesta semana, uma série de mobilizações por todo o país.

Na nossa região, o dia 1º de abril foi marcado por paralisaçãos em importantes empresas, como a Honda (e LSL), Samsung, Costech, Cellcomm e Toyota (paralisação de três horas na produção do 1º turno). No total, 9 mil trabalhadores entenderam a importância da organização neste momento e paralisaram a produção, mostrando aos patrões que não aceitaremos pagar o preço da crise que foi criada por eles.

Na paralisação da Samsung, os trabalhadores aprovaram em assembléia uma passeata até a Rodovia Dom Pedro I, que ficou parada por cerca de 10 minutos.

Ato contra Redução de Direitos



Mane Melato, do Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas (SP) e da coordenação da Intersindical, discursa durante Ato Nacional Contra Redução de Direitos e Salários, realizado no dia 20 de fevereiro de 2008. Melato diz que, após os metalúrgicos da GM de São José terem rejeitado a proposta da GM que reduzia direitos e salários, é preciso levar essa campanha a todos os lugares. Esse não é um ataque apenas aos trabalhadores da GM de São José, mas a toda classe trabalhadora.

Seguranças da Usiminas agridem trabalhadores