Broncas do Zé Protesto

Charge do Zé Protesto

Mande a sua bronca para o Zé Protesto.

Ligue (13) 3226-3572 ou por aqui ou pelo WhatsZéProtesto (13) 98216-0145.



Zé Protesto

“Zé, na Amoi tem um coordenador que proibiu o café. Na semana passada, um trabalhador deu mal jeito na coluna e foi proibido de ir no CSO impedindo de abrir o CAT.”

- O trabalhador que se acidenta não pode aceitar esse tipo de atitude da chefia, tem que reclamar, é um direito. E quem proibiu será que vai assumir a responsabilidade? Será que coordenador suspendeu o café dele?

--

“Oi Zé, aqui na Enesa, a gente bate o cartão 6h35 da manhã e depois às 16h36 para ir embora. Só que na semana que antecede ao feriado no sábado, a gente já tá pagando 4 horas para não vir no sábado. Aí a pergunta é: na semana que antecede o feriado digamos, dia 2 é feriado e é no sábado esta semana, eu teria que sair 45 minutos mais cedo ou então receber 4 horas extras que eu já pago durante a semana coisas que não tá acontecendo na empresa e eu já conversei com a empresa e ele fez vista grossa teria como você nos ajudar nessa parte.”

- Companheiro, não existe compensação semanal quando o feriado é no sábado. Se você já compensou, tem direito à receber horas extras. Está na lei. Vamos cobrar as relações trabalhistas da Usiminas sobre isso.



Zé Protesto

“Zé, na Enesa os trabalhadores não recebem PLR há três anos. O chefete maior disse que a empresa não vai pagar e quem achar ruim, que corra atrás.”

- Essa empresa está abusando dos direitos dos trabalhadores. Ela demite sem avisar, deixa trabalhadores sem refeição até a saída do trabalho, ou seja, trata os companheiros como lixo. O Sindicato irá acionar a Justiça contra os ataques dessa empresa.

--

“Zé, a Enesa está demitindo e deixando trabalhadores sem dinheiro até pra irem embora. E quando alguém reclama no RH, eles tratam com descaso pouco se importando com a situação.”

- O descaso com os trabalhadores é um absurdo que deve ser combatido e a empresa que contrata, no caso a Usiminas, é conivente com o problema.




Zé Protesto

“Zé, o que está acontecendo na linha AC1 do 15h? Todo dia é a mesma coisa com no mínimo 15 pessoas em pé. Tem gente que é obrigada a andar 05 km em pé até chegar o reserva.”

- Olha companheiro, tomara que não aconteça um acidente nesse espaço de tempo, porque senão a coisa vai ser feia. Agora, quem será que vai se responsabilizar?

--

“Zé, na Amoi o trabalhador não tem direito de escolher suas férias, a não ser que venda. Aí sim, pode escolher. E pra ajudar, até agora não montaram a comissão da PLR.”

- Quando se discute direitos dos trabalhadores, essa é uma daquelas empresas que não tem o hábito de respeitá-los.

--

“Zé, a vistoria voltou na Amoi, é muita humilhação.”

- Infelizmente à prática continua. Hoje os trabalhadores foram abordados na portaria 2 por controladores de acesso revistando as bolsas na entrada. Essa prática, se tiver que ser feita, deve utilizar vigilantes da Usiminas e não controladores de acesso.

--

“Zé, depois da denúncia do Sindicato, foi efetuada a limpeza no ar-condicionado na Sala1 do CDH.”

- É companheiro, trabalhador só consegue alguma coisa é na pressão.



Zé Protesto

“Zé, por que a Usiminas não libera mais catracas para os trabalhadores passarem na chegada à usina, qual é a dificuldade? Todo dia aquela fila enorme, todo mundo aglomerado, sendo que tem catraca disponível pronta pra operar.”

- Pois é companheiros, com certeza a diretoria executiva da usina e o gerente da segurança patrimonial não passam por ali na chegada dos turnos e do ADM, por isso pra eles a situação está muito boa assim. Para eles parece ser muito difícil arrumar algumas catracas... é lamentável, uma vergonha.

--

“Zé, a Sapore está uma vergonha! No dia 07 serviram um bife que tinha quase o tamanho de uma moeda. Essa empresa olha para o limite do absurdo e fala: "Que pena, vou ultrapassar". O trabalhador fica na área de produção ralando, gastando energia e quando vai pro restaurante é surpreendido com essa mixaria de mistura, é muito desrespeito com quem verdadeiramente produz. Na cantina do LTQ2 com produtos vencendo, ai baixam os preços, não tem sorvete, olha para o cartaz só tem "X " a cantina do X, tremendo descaso.”

- Outra empresa que segue a cartilha da Usiminas, ou seja, primeiro a produção, segundo a produção e depois qualquer alimentação.



Zé Protesto

“Zé, o teto do banheiro das MEAS está com rachaduras. Será que vão inspecionar antes de iniciar as obras?”

- Eu te respondo com outra pergunta: quem vai se responsabilizar caso caia algum pedaço do teto sobre algum trabalhador?

--

“Zé, o responsável pelo transporte tá achando que é o dono da Breda, maltratando fiscais, os usuários e até caronas. Dias desses ele humilhou na frente de todos no ônibus uma moça que era carona.”

- A Breda mostra que segue a risca a cartilha da Usiminas com pessoas despreparadas para cargos de chefia.

--

“Zé, na Manutenção Central/Serviços Gerais, o chefete quer aparecer, ele se acha o dono do pedaço, destratando os trabalhadores. Até em reuniões de segurança quer ser a estrela.”

-Esperamos que o gerente cobre uma postura decente deste chefete.

--

“Zezinho, a Enesa não paga a PLR e ainda não entrega uniformes e materiais em boas condições.”

-Outra que segue a cartilha da Usiminas de dar calote nos direitos dos trabalhadores.

--

“Zezão, no CDH o ar-condicionado da sala de treinamento 01 está um nojo mandando um cheiro de rato morto. Tá difícil fazer o curso lá.”

-Tantas denúncias na imprensa da necessidade de limpeza dos ar-condicionados para evitar doenças graves, mas com o corte da força de trabalho não está mais existindo higienização dos aparelhos nas áreas.



Recado do Zé Protesto

“Zé, tem um chefete no almoxarifado da Enesa que fica negando o fornecimento de uniforme para os eletricistas, mesmo quando o uniforme já está rasgado e tem autorização do supervisor para trocar. As ferramentas dos eletricistas também estão em péssimas condições de uso, mas o coordenador fala que tem que trabalhar com elas assim mesmo.”

- Esse mesmo coordenador fica falando que vai descontar dos salários dos trabalhadores as multas que a Usiminas aplicar na Enesa. E tem mais: na hora de tomar banho tem que disputar o chuveiro com os mosquitos que tomaram conta do vestiário que está abandonado.

--

“Zé, os caminhões que atendem as áreas operacionais da Usina estão com as borrachas de vedação desgastadas, deixando o material contaminado poluir o meio ambiente. Além disso, os pneus estão carecas, ar-condicionado não funciona, o motorista passa o maior calor e ainda fica no meio da poeira das ruas. Dia 20/08 faltou combustível para abastecer das duas empilhadeiras usadas para atender toda área operacional, não tem reserva e quando quebra a área fica um caos, sem falar das condições dos equipamentos sem ar-condicionado, poliguindaste tem apenas um. À quem interessa essa " Gata " na área?

- A gerência do transporte é convivente com tudo isso, pois não fiscaliza e nem cobra essas condições. Esse é o jeito de ser Usiminas.




Cartas do Zé Protesto

“Zé, na CMI os trabalhadores estão sem receber o reajuste dos salários porque o sindicato patronal não atualizou seu cadastro no Ministério do Trabalho”.

- O Acordo Coletivo de Trabalho já foi assinado e essa empresa é a única que não efetuou o pagamento. E tem mais: o pagamento tem que ser retroativo à 1º de abril.

--

“Zé, na VIX as dobras e antecipações voltaram a acontecer. A direção da empresa está obrigando os trabalhadores a fazer quatro horas extras todos os dias. Além disso, não pagam insalubridade para os motoristas que ficam expostos a poeira do coque.”

- Os lucros da Usiminas e suas empreiteiras crescem em cima de explorar cada vez mais os trabalhadores. O transporte de placas, bobinas, coque e também celulose só cresce e a direção da VIX está sobrecarregando cada vez mais os trabalhadores. Contra essa jornada absurda que coloca os trabalhadores em risco, vamos juntos fortalecer a nossa mobilização.



Cartas do Zé Protesto

“Zé, a situação do transporte só piora. Tem ônibus que está levando cerca de 20 trabalhadores em pé. E na saída do ADM, os ônibus também lotam e aí os trabalhadores tem que esperar pelo ônibus reserva que faz um trajeto ainda maior dentro das cidades.”

- A direção da usina contratou mais trabalhadores e não ampliou o número de ônibus, dessa forma deixa os trabalhadores na rua esperando um tempão por ônibus reserva e amontoa os trabalhadores no trajeto de ida e volta. É muito desrespeito e contra isso o caminho é denunciar e se mobilizar.



Cartas do Zé Protesto

“Zé, no vestiário da Laminação à frio tem goteiras pra tudo que é lado, tem acumulo de água e na escada já tem até limo.”

- Veja só, os riscos de acidentes estão por toda parte dentro da usina, seja na área da produção e até nos vestiários. Tudo isso é responsabilidade da Usiminas que não está nem aí em garantir condições seguras de trabalho. Só está interessada em encher os bolsos dos acionistas de lucros.


--

“Zé, a VIX contratou motoristas para dirigir tratores e também transferiu outros dos caminhões, mas mal teve treinamento para todos os trabalhadores.”

- Veja só, os riscos de acidentes estão por toda parte dentro da usina, seja na área da produção e até nos vestiários. Tudo isso é responsabilidade da Usiminas que não está nem aí em garantir condições seguras de trabalho. Só está interessada em encher os bolsos dos acionistas de lucros. O Sindicato fez mais uma denúncia na Ouvidoria Municipal de Saúde de Cubatão em relação a esses vestiários na usina.



Cartas do Zé Protesto

“Zé, devido a produção em alta, a Ormec contratou mais 80 trabalhadores. Mas ela acha que é só contratar o pessoal e colocar pra trabalhar deixando de lado a segurança, saúde e higiene dos trabalhadores. Com o descaso da Ormec e da direção da Usiminas, o vestiário do porto continua em péssimas condições. É o maior aperto, com poucos chuveiros e alguns queimados, Não tem bebedouro e nem saída de emergência, sem contar a sujeira.”

- Aumenta a produção, contratam mais gente, mas as práticas que atacam direitos básicos dos trabalhadores continuam as mesmas na Ormec com a conivência da contratante Usiminas.

--

“Zé, no dia 25, no restaurante do LTQ 2 no almoço, os trabalhadores encontraram larvas na refeição. Um verdadeira nojeira e um risco de contaminação.”

- Mais uma absurdo da Usiminas que, além de fornecer uma mixaria de mistura, não consegue nem fornecer uma refeição de qualidade.




Cartas do Zé Protesto

“Zé, vocês dão o maior apoio para o pessoal das contratadas e o que ganharam na greve do dia 14? Todo mundo entrou. Na vigilância foi pior: além das câmeras da empresa que filmam tudo que acontece fora, tem vigilante que fica filmando trabalhadores pra depois entregar pra chefia, que coisa feia!”

- Apesar dos sindicatos que representam esses trabalhadores nunca estarem presentes na defesa dos direitos dos mesmos, nós temos apenas um objetivo: defender a classe trabalhadora, independente na cor do uniforme.



Zé Protesto

“Zé, a VIX continua praticando desvio de função dos mecânicos, soldadores e eletricistas que estão sendo obrigados a fazer o serviço de troca de pneus, as dobras e antecipações também continuam e os motoristas dos tratores são obrigados a fazer hora extra quase todo dia.”

- A Vix com a conivência da Usiminas, impõe o desvio de função, não contrata mais trabalhadores e sobrecarrega quem está na área, a consequência disso é mais adoecimento. Contra o desrespeito aos direitos e a saúde é preciso lutar.

--

“Zé o descaso com os caminhoneiros continua. Os que têm que carregar carepa no Pátio de Minérios além de sofrer com a espera para conseguir entrar na usina, depois tem que esperar ainda mais, lá dentro por conta que o maquinário da Vix na maioria das vezes está quebrado, inclusive a balança.”

- O caminhoneiro tem que ir e voltar na balança umas cinco vezes para acertar o peso e precisam abrir a tampa traseira pra descarregar o material que excede o peso, ou seja são riscos de acidentes provocados por essas condições de trabalho horríveis provocadas pelas terceirizadas com o apoio da Usiminas.



Zé Protesto

“Zé, o vestiário da Amoi continua de mal a pior: é superlotação, chove dentro e está infestado de ratos”.

- Enquanto lucra explorando cada vez mais, a Amoi desrespeita os trabalhadores e contra isso é preciso lutar.

--

“Zé, a Vix depois das denúncias feitas pelo Sindicato, começou a pagar corretamente o valor do ticket e também os atrasados, mas continua dando calote na hora de porão”.

- A empresa, além de não pagar corretamente a hora do porão, está obrigando os trabalhadores a assinar um documento como se a dívida estivesse quitada. Se toca VIX, são mais de quatro sem receber o devido adicional, ao invés de botar pressão, pague o que deve aos trabalhadores.

--

“Zé, agora a G4S, está obrigando os vigilantes a fazer reciclagem após uma jornada de 12 horas e no dia de folga”.

- A empresa tem que tomar vergonha na cara e respeitar os direitos dos trabalhadores. A reciclagem tem que ser feita dentro da jornada de trabalho.



Recado do Zé Protesto

“Ser sócio ou não do Sindicato é uma decisão que cabe à você. É um direito garantido depois de muitas lutas.


Conquistas e direitos não caem do céu. Quando você opta por ser sócio, você fortalece a luta participando das ações que asseguram seus direitos.


Procure se informar das vantagens de ser associado ao Sindicato.


Fique forte, fique sócio!”



Cartas do Zé Protesto

“Zé, na VIX, os calotes continuam, a empresa continua sem pagar a diferença do Vale Alimentação e também não paga o adicional de Hora de Porão para os operadores de empilhadeira no navio. A chefia só vem com papo furado e até agora nada de pagar, além disso, as dobras e antecipações também continuam e a Vix segue não pagando o táxi para os trabalhadores.”

- A direção da Usiminas sabe disso tudo e não faz nada porque é conivente com o calote e o desrespeito aos trabalhadores, isso só vai mudar com o fortalecimento da luta do conjunto dos trabalhadores na usina.



Zé Protesto

“Zé, a direção da usina está exigindo cada vez mais hora extra e na hora de ir embora de táxi é uma canseira, porque vão até quatro trabalhadores no mesmo carro e a Usiminas faz um itinerário com várias cidades diferentes para o mesmo carro.”

- A Usiminas aumenta a jornada, piora as condições de trabalho e desrespeita os trabalhadores durante e depois da jornada e contra isso é preciso colocar a indignação em movimento.

--

“Zé, a agência do Banco Santander dentro da usina está fechada, pra resolver problema no Banco só depois da jornada. E quem trabalha no horário administrativo, como é que faz?”

- Antes os trabalhadores conseguiam resolver problemas no Banco, dentro da própria usina nos horários de intervalo, mas agora nem isso. Está mais do que na hora da Usiminas e do Santander resolverem essa situação.



Zé Protesto

“Zé, um supervisor na Geu vive passando por cima dos procedimentos e normas, somente para ficar de bem com a chefia. Isso é justo com os trabalhadores? Vidas em risco por causa desse cidadão. Todos os DDS apresentado pelo mesmo só ele fala. O pelego da aula e quando sai para fiscalizar os trabalhadores da exemplo em não utilizar EPI’s, em não utilizar ART, OM check list de ferramentas, cinto de segurança, um verdadeiro 171 em cima da chefia. É um verdadeiro capataz em cima da sua equipe. Será que irão deixar o acidente ocorrer para barrar esse cidadão?”

- Esse cara tá osso duro de roer, se liga tua batata está assando!

--

“Zé, agora a ordem na Vigilância é para vistoriar os caminhões que chegam no Porto tanto na hora da entrada como na hora da saída. Se caminhão fizer 15 viagens, 15 vezes os vigilantes vão ter que vistoriar, faça sol ou faça chuva.”

- E tem mais: as vezes os caminhoneiros são seguidos por carros da vigilância, tudo a mando da direção da usina. Mais pressão e desrespeito contra os trabalhadores.

--

“Zé, a Vix continua sem pagar a hora de porão para os trabalhadores de empilhadeira e também não está pagando para o conjunto dos trabalhadores a correção do vale alimentação desde dezembro. A empresa devia pagar R$ 416,00 mas só está pagando R$400,00.”

- A Vix está passando por cima de direitos que estão no Acordo Coletivo de Trabalho e a cada dia está piorando as condições de trabalho. Exemplo disso é que está obrigando os motoristas a trabalhar por 12 horas, as dobras e antecipações são frequentes e os acidentes provocados pelas condições de trabalho também, como o que ocorreu no último domingo. Para mudar essa situação é só com a mobilização do conjunto dos trabalhadores.



Zé Protesto

“Zé, os vigilantes têm que deixar o celular na portaria 2, é mole?"

- Tá na hora de perguntar se o gerente também está sem o celular dentro da área. Esses chefetes perseguem os trabalhadores e não respeitam nenhuma regra de segurança.

--

“Zé, o plano de saúde da Usiminas continua um absurdo. Eles deixam acumular cobranças as vezes mais de três meses e descontam tudo uma vez só no salário. Tem que deixar de fazer a compra do mês pra pagar o plano, sem condições, o trabalhador fica sem salário.”

- Esse é o jeito de ser Usiminas, sempre dificultando a vida do trabalhador. O sindicato está cobrando a FSFX e a Usiminas, e vamos intensificar as ações.



Zé Protesto

“Zé, quem trabalha na segurança patrimonial está penando até no trajeto para o trabalho, as vans não têm ar condicionado e nesses dias quentes, vira um forno.”

- E isso só vai mudar, com mobilização, denunciar o que está acontecendo e se colocar em movimento.



Zé Protesto

“Zé, no canteiro da Enesa, os trabalhadores estão sem papel higiênico nos banheiros e sem detergente, sem contar a condição do vestiário que é totalmente precária.”

- A Enesa demitiu e piorou ainda mais as condições de trabalho. Até o banheiro é essa precariedade, está na hora de trazer a direção da empresa pra usar o banheiro do canteiro.

--

“Zé, os trabalhadores na Vix estão sendo obrigados a trabalhar 12 horas todos os dias e no fim da jornada têm que se virar com o transporte coletivo. As condições de trabalho são péssimas, as ruas por onde passam os tratores que carregam placas para descarregar na Aciaria são estreitas e a iluminação a noite é péssima.”

- E quando acontece um acidente, como aconteceu na semana passada, a Vix e a Usiminas fogem da responsabilidade e tentam culpar o trabalhador, é muita cara de pau.



Zé Protesto

“Como estão as cozinhas dos restaurantes? Estão em boas condições de higiene? Os exaustores estão funcionando? Os alimentos estão armazenados de forma adequada? Estão aparecendo insetos? A temperatura dos alimentos a serem servidos está dentro dos padrões?”

- Enquanto os acionistas se fartam em seus banquetes, os trabalhadores que garantem os lucros, sofrem com o arrocho nos salários, o desrespeito aos direitos e até na hora das refeições é mais desrespeito.

--

“Zé, no setor de utilidades, o chefete bate no peito e se acha melhor que todo mundo, humilha os trabalhadores da operação e da manutenção.”

- Esse chefete tem é que tomar vergonha na cara e parar de perseguir os trabalhadores.

--

“Zé, na Amoi a falta de EPI continua.”

- Além da falta de EPI, as condições de trabalho só pioram e a Amoi só está preocupada com seus lucros, não está nem aí com a saúde e a vida dos trabalhadores.

--

“Zé, na Oficina de Cilindros 2, os trabalhadores estão sendo obrigados a fazer a função de mais de dois.”

- Isso é a Usiminas, passa por cima dos direitos e da saúde dos trabalhadores, para acabar com isso é preciso colocar tanta revolta em movimento e fortalecer a luta por direitos e melhores condições de trabalho.



Zé Protesto

“Zé veja o absurdo: o plano de saúde é um absurdo de caro e na hora que precisamos o que encontramos é mais desrespeito. Se você estiver internado, seu acompanhante não tem direito a refeição. Só pode comer quem tem menos de 18 anos ou mais de 60.”

- É hora de colocar a indignação em movimento. A Usiminas não paga o que deve de aumento salarial e todo ano aumento a mensalidade do plano de saúde. Para combater isso, é hora de ir pra cima na mobilização.

--

“Zé, mais uma vez o Bodão da Usiminas está atacando os trabalhadores da NM. Ele fica botando pressão por mais metas e ameaçando os trabalhadores.”

- Esse chefete é um lambe botas da NM e da Usiminas, ele pressiona e desrespeita os trabalhadores para se dar bem com as chefias da usina, como o tal de Bodão. Se liga chefete, pois na hora que você for responder processo por assédio moral, vai estar sozinho.

--

“Zé, quem trabalha na segurança patrimonial está penando até no trajeto para o trabalho, as vans não têm ar condicionado e nesses dias quentes, vira um forno.”

- E isso só vai mudar, com mobilização, denunciar o que está acontecendo e se colocar em movimento.



Zé Protesto

“Zé, na Beluqui, os trabalhadores estão com acúmulo de função e estão sendo obrigados a executar as tarefas fora do procedimento de segurança.”

- Essa é mais uma empresa que passa por cima dos procedimentos de segurança. Está dando advertência para os trabalhadores que se recusam a executar tarefas fora das normas, ou seja, está colocando a vida dos trabalhadores em risco. E também está poluindo ainda mais o Rio Cubatão, pois os resíduos da lavagem dos equipamentos vão direto para o rio.

--

“Zé, na NM, tem um tal de MC Sapão no almoxarifado que pra se dar bem com a empresa fica regulando EPI e ferramenta para os trabalhadores.”

- Esse puxa-saco quando o gerente está por perto, fica quietinho, o gerente sabe da situação e não faz nada, porque o que querem é se dar bem com a direção da empresa que só está preocupada em lucrar, enquanto os trabalhadores não têm nem EPI para usar. Para enfrentar todos esses problemas, não tem outro caminho que não seja a nossa luta contra o desrespeito dos patrões aos nossos direitos.



Zé Protesto

“Zé, a Enesa não está pagando o nosso adicional de insalubridade e as horas extras. Além disso, ano após ano o arrocho nos salários só aumenta.”

- A direção da empresa piora as condições de trabalho e dá calote no que deve aos trabalhadores. Contra tudo isso, mais do que as ações judiciais é preciso ir à luta exigindo respeito aos direitos.

--

“Zé, tem um chefete do turno zero hora que parece uma vaca louca. Nas reuniões do DDS é só cobrança por mais produção. Esse chefete ameaça os trabalhadores de demissão se não aceitarem as dobras e antecipações.”

- Tem contratada já com lista grande de dobras que conseguiu na base da pressão, intimidando os trabalhadores. Se toca seu chefete, quer se dar bem com o patrão, humilhando os trabalhadores? Vai é ganhar rapidinho um processo de assédio moral por perseguição.