Broncas do Zé Protesto

Charge do Zé Protesto

Mande a sua bronca para o Zé Protesto.

Ligue (13) 3226-3572 ou por aqui ou pelo WhatsZéProtesto (13) 98216-0145.



Dicas do Zé Protesto

Formas de prevenção ao Coronavírus


1. Lavar as mãos até a metade do pulso, esfregando também as partes internas das unhas;


2. Usar álcool em gel para limpar as mãos antes de encostar em áreas como olhos, nariz e boca;


3. Tossir ou espirrar levando o rosto à parte interna do cotovelo;


4. Evitar aglomerações;


5. Usar máscara caso apresente os sintomas;


6. Evitar tocar nariz, olhos e boca antes de limpar as mãos;


7. Manter a distância de dois metros de pessoas tossindo ou espirrando;


8. Limpar com álcool objetos tocados frequentemente;


9. Evitar cumprimentar com beijos no rosto, apertando mãos ou abraçando;


10. Evitar sair de casa caso apresente algum sintoma de gripe;


11. Utilizar lenço descartável quando estiver com nariz escorrendo;


12. Se informar sobre os métodos de prevenção e passar informações corretas.



Zé Protesto

“Zé, no restaurante do LTQ2 tiraram a proteção de vidro que fica em cima das bandejas de comida, porque disseram que alguém se cortou numa rebarba e agora a comida fica toda exposta. Cadê a higiene?”

- É muita cara de pau dessa Usiminas, ao invés de colocar proteção de borracha nas bordas, deixa a comida com risco de contaminação. É virar o bandejão, se não mudar essa situação.



Zé Protesto

“Zé, olha o absurdo que a Ormec está fazendo: contratou novos funcionários em setembro prometendo que iam ter direito a um percentual da PLR, mas agora está dizendo que eles não têm direito.”

- Foge de pagar o que deve, mas não foge de apertar cada vez mais os trabalhadores exigindo cada vez mais de cada um. Isso só vai mudar quando a indignação de cada um, se transforme em luta”



Zé Protesto

“Zé, a direção da Enesa quer obrigar os trabalhadores a trabalhar aos sábados para compensar os dias de Carnaval.”

- A Enesa, seguindo a cartilha da Usiminas, não está nem aí com os trabalhadores, desrespeita os direitos e não discute como se deve a compensação dos dias-pontes.

--

“Zé, o que fazer contra essas mudanças nas leis trabalhistas nos últimos tempos que só retiram direitos conquistados com muita luta pela classe trabalhadora.”

- É preciso participar do Sindicato, avançando na organização para ampliar a luta contra os ataques dos patrões e do governo Bolsonaro.



Zé PROTESTO

- "Zé a produção no porto está a todo vapor e o chicote estralando nas costas dos trabalhadores com dois navios em operação e a VIX não está nem aí para os trabalhadores que estão operando empilhadeira sem ar condicionado e na área os caminhões basculantes também não têm ar condicionado faz tempo"

- A chefia sabe de tudo isso, não faz nada. Isso só vai mudar com a força da nossa luta.

--

- "ZÉ, a ENERGEC está dando calote no FGTS e as condições de trabalho só pioram.”

- A ENERGEC que é mais uma terceirizada na Usiminas, não deposita regularmente o FGTS dos trabalhadores, as condições de trabalho são cada vez piores, e o vestiário instalado no canteiro está imundo. E o tal convênio médico, ficou só na promessa não cumprida. Pra mudar essas situação é preciso continuar a denunciar os ataques da empresa e lutar.



Zé Protesto

“Zé, no turno das 7h às 15h, o ônibus GR1 todos os dias está lotado, temos que viajar 2km em pé e depois passar pro GR2, sendo que ele passa no nosso ponto e não para pra pegar o pessoal há dois meses e ninguém resolve.”

- É engraçado, quando é pra pressionar trabalhador as chefias estão de prontidão, agora pra resolver problemas é uma incompetência só!


--

“Zé, a avenida da coqueria está fechada há mais de um mês. Quem sofre com isso é o trabalhador que tem que bater o ponto e andar 500 metros para pegar o ônibus.”

- Enquanto o trabalhador ficar apenas olhando as placas não vai ter solução. Tem que ir pra cima e exigir seus direitos.




Zé Protesto

“Zé, na Sapore o drama com a mistura continua. Tem uma ordem antiga que é de “tremer” a concha pra cair o “excesso” de mistura na hora de servir para os trabalhadores, isso é um absurdo!!”

- A Sapore e a Usiminas não têm vergonha mesmo. Negar mistura pra quem produz o lucro delas é uma verdadeira falta de respeito.“

--

“Olá Zé, na Amoi tem um chefete que proíbe o trabalhador de ir a pé pro canteiro, mas não tem condução. Quando tem hora extra até as 19 hs, os trabalhadores tem que ir a pé da área até o canteiro e de lá até a portaria, sem falar o risco de acidente que os trabalhadores correm a tarde com os ônibus lotados e gente pendurada nas portas. Cadê a segurança da Usiminas?”

- Segurança na Usiminas só na teoria porque na prática, é só balela.

--

“Zé, estou muito “comovido”. O chefinho deu parabéns para os trabalhadores do LTQ porque o setor está a milhão, produzindo 100%. Mas, cadê as nossas horas extras?”

- A gente só vai ter como garantir direitos a hora que correr atras.

--

“Ze, no restaurante do LTQ as lâmpadas estão sem a proteção adequada. Cadê segurança?




Zé Protesto

“Zé, o coordenador da Amoi só permite a troca de uniforme nas segundas, quartas e sextas-feiras sendo que a lei diz que a empresa tem que fornecer 02 pares de uniforme. Muitas vezes não da pra aguentar o mau cheiro da roupa.”

- Ele deve estar acostumado com sujeira e por isso não cumpre a lei.

--

“Zé, toda manhã na porta do canteiro tem 05 ônibus para levar os trabalhadores no maior corre-corre para a frente de trabalho. Na volta no fim da tarde, apenas um ônibus e enviado para recolher o pessoal, ou seja, o retorno é o maior sufoco com o ônibus lotado e fazendo muita gente ter que voltar a pé.”

- O corre-corre pela produção é a prioridade da empresa. Trabalhador precisa correr atras dos seus direitos também para acabar com esse descaso da empresa.



Zé Protesto

“Zé, tá complicado fazer a refeição no restaurante da laminação. Além de pouca comida, você tem que dividir a comida com as moscas.”

- Com certeza nenhum chefe almoça no local. É desrespeito pra tudo nessa empresa.

--

“Zé, a Enesa providenciou um vestiário só pra eletricista, mais o lugar está irregular, além de pequeno e não ter portas nos box e privadas, o local está cheio de abelhas.”

- A hora que machucar alguém, quero ver quem será responsabilizado.

--

“Zé, tá complicada a situação do vestiário dos trabalhadores da GS4. Não tem água pra beber e nem pra tomar banho. Além disso, o local está uma imundice só.”

- Já está na hora dos vigilantes e controladores de acesso se mobilizarem para combater os desmandos da chefia da vigilância da Usiminas.



Zé Protesto

“Zé, é muita sujeira no ar-condicionado dos ônibus da Breda e deve fazer um mal danado pros trabalhadores.”


Mas o descaso com a saúde dos trabalhadores é dentro, é fora da usina e até no transporte. Será que nenhum responsável vê isso?



Zé Protesto

“Zé, na avenida da coqueria, o passeio onde é o local seguro para o pedestre está assim, interditada a meses com resto de peça. Só aqui na Usiminas mesmo.”


- Vamos ver a hora que alguém se machucar nesse local, quem vai se responsabilizar. E se vai...

--

“Zé, fecharam um banheiro pra reforma e colocaram à disposição o banheiro do R2 do pátio de placas da aciaria está o caos, em péssimas condições de uso. Os trabalhadores são obrigados a buscar banheiros em outras áreas para usar.”

- Além da falta de respeito, que é comum por parte da Usiminas, falta, no mínimo, planejamento também.




Zé Protesto

“Zé, na Amoi tem um coordenador que está implicando com a troca de EPI’s, quando o trabalhador vai trocar as luvas rasgadas ou com óleo, por exemplo, ele diz que não tem.”

- Será que ele está fazendo coleção de luvas? Numa empresa como essa, o mínimo a fazer é trocar o EPI dos trabalhadores.

--

“Zé, no CSO é constante a falta de água no bebedouro e vários funcionários já reclamaram, é muita demora para reposição. Até o copo descartável os trabalhadores têm que estar pedindo.”

- As demissões ocorridas na usina geraram esse tipo de situação, ou seja, a espera se tornou rotineira.

--

“Zé, o vestiário do porto, além de ter uma porta com largura de 60 cm que é entrada e saída, ou seja, é um aperto danado, nos corredores nem bebedouro tem.”

- O descaso com o trabalhador se tornou rotina, tá na hora de virar esse jogo.



Zé Protesto

“Zé, na Amoi tem um coordenador que proibiu o café. Na semana passada, um trabalhador deu mal jeito na coluna e foi proibido de ir no CSO impedindo de abrir o CAT.”

- O trabalhador que se acidenta não pode aceitar esse tipo de atitude da chefia, tem que reclamar, é um direito. E quem proibiu será que vai assumir a responsabilidade? Será que coordenador suspendeu o café dele?

--

“Oi Zé, aqui na Enesa, a gente bate o cartão 6h35 da manhã e depois às 16h36 para ir embora. Só que na semana que antecede ao feriado no sábado, a gente já tá pagando 4 horas para não vir no sábado. Aí a pergunta é: na semana que antecede o feriado digamos, dia 2 é feriado e é no sábado esta semana, eu teria que sair 45 minutos mais cedo ou então receber 4 horas extras que eu já pago durante a semana coisas que não tá acontecendo na empresa e eu já conversei com a empresa e ele fez vista grossa teria como você nos ajudar nessa parte.”

- Companheiro, não existe compensação semanal quando o feriado é no sábado. Se você já compensou, tem direito à receber horas extras. Está na lei. Vamos cobrar as relações trabalhistas da Usiminas sobre isso.



Zé Protesto

“Zé, na Enesa os trabalhadores não recebem PLR há três anos. O chefete maior disse que a empresa não vai pagar e quem achar ruim, que corra atrás.”

- Essa empresa está abusando dos direitos dos trabalhadores. Ela demite sem avisar, deixa trabalhadores sem refeição até a saída do trabalho, ou seja, trata os companheiros como lixo. O Sindicato irá acionar a Justiça contra os ataques dessa empresa.

--

“Zé, a Enesa está demitindo e deixando trabalhadores sem dinheiro até pra irem embora. E quando alguém reclama no RH, eles tratam com descaso pouco se importando com a situação.”

- O descaso com os trabalhadores é um absurdo que deve ser combatido e a empresa que contrata, no caso a Usiminas, é conivente com o problema.




Zé Protesto

“Zé, o que está acontecendo na linha AC1 do 15h? Todo dia é a mesma coisa com no mínimo 15 pessoas em pé. Tem gente que é obrigada a andar 05 km em pé até chegar o reserva.”

- Olha companheiro, tomara que não aconteça um acidente nesse espaço de tempo, porque senão a coisa vai ser feia. Agora, quem será que vai se responsabilizar?

--

“Zé, na Amoi o trabalhador não tem direito de escolher suas férias, a não ser que venda. Aí sim, pode escolher. E pra ajudar, até agora não montaram a comissão da PLR.”

- Quando se discute direitos dos trabalhadores, essa é uma daquelas empresas que não tem o hábito de respeitá-los.

--

“Zé, a vistoria voltou na Amoi, é muita humilhação.”

- Infelizmente à prática continua. Hoje os trabalhadores foram abordados na portaria 2 por controladores de acesso revistando as bolsas na entrada. Essa prática, se tiver que ser feita, deve utilizar vigilantes da Usiminas e não controladores de acesso.

--

“Zé, depois da denúncia do Sindicato, foi efetuada a limpeza no ar-condicionado na Sala1 do CDH.”

- É companheiro, trabalhador só consegue alguma coisa é na pressão.



Zé Protesto

“Zé, por que a Usiminas não libera mais catracas para os trabalhadores passarem na chegada à usina, qual é a dificuldade? Todo dia aquela fila enorme, todo mundo aglomerado, sendo que tem catraca disponível pronta pra operar.”

- Pois é companheiros, com certeza a diretoria executiva da usina e o gerente da segurança patrimonial não passam por ali na chegada dos turnos e do ADM, por isso pra eles a situação está muito boa assim. Para eles parece ser muito difícil arrumar algumas catracas... é lamentável, uma vergonha.

--

“Zé, a Sapore está uma vergonha! No dia 07 serviram um bife que tinha quase o tamanho de uma moeda. Essa empresa olha para o limite do absurdo e fala: "Que pena, vou ultrapassar". O trabalhador fica na área de produção ralando, gastando energia e quando vai pro restaurante é surpreendido com essa mixaria de mistura, é muito desrespeito com quem verdadeiramente produz. Na cantina do LTQ2 com produtos vencendo, ai baixam os preços, não tem sorvete, olha para o cartaz só tem "X " a cantina do X, tremendo descaso.”

- Outra empresa que segue a cartilha da Usiminas, ou seja, primeiro a produção, segundo a produção e depois qualquer alimentação.



Zé Protesto

“Zé, o teto do banheiro das MEAS está com rachaduras. Será que vão inspecionar antes de iniciar as obras?”

- Eu te respondo com outra pergunta: quem vai se responsabilizar caso caia algum pedaço do teto sobre algum trabalhador?

--

“Zé, o responsável pelo transporte tá achando que é o dono da Breda, maltratando fiscais, os usuários e até caronas. Dias desses ele humilhou na frente de todos no ônibus uma moça que era carona.”

- A Breda mostra que segue a risca a cartilha da Usiminas com pessoas despreparadas para cargos de chefia.

--

“Zé, na Manutenção Central/Serviços Gerais, o chefete quer aparecer, ele se acha o dono do pedaço, destratando os trabalhadores. Até em reuniões de segurança quer ser a estrela.”

-Esperamos que o gerente cobre uma postura decente deste chefete.

--

“Zezinho, a Enesa não paga a PLR e ainda não entrega uniformes e materiais em boas condições.”

-Outra que segue a cartilha da Usiminas de dar calote nos direitos dos trabalhadores.

--

“Zezão, no CDH o ar-condicionado da sala de treinamento 01 está um nojo mandando um cheiro de rato morto. Tá difícil fazer o curso lá.”

-Tantas denúncias na imprensa da necessidade de limpeza dos ar-condicionados para evitar doenças graves, mas com o corte da força de trabalho não está mais existindo higienização dos aparelhos nas áreas.



Recado do Zé Protesto

“Zé, tem um chefete no almoxarifado da Enesa que fica negando o fornecimento de uniforme para os eletricistas, mesmo quando o uniforme já está rasgado e tem autorização do supervisor para trocar. As ferramentas dos eletricistas também estão em péssimas condições de uso, mas o coordenador fala que tem que trabalhar com elas assim mesmo.”

- Esse mesmo coordenador fica falando que vai descontar dos salários dos trabalhadores as multas que a Usiminas aplicar na Enesa. E tem mais: na hora de tomar banho tem que disputar o chuveiro com os mosquitos que tomaram conta do vestiário que está abandonado.

--

“Zé, os caminhões que atendem as áreas operacionais da Usina estão com as borrachas de vedação desgastadas, deixando o material contaminado poluir o meio ambiente. Além disso, os pneus estão carecas, ar-condicionado não funciona, o motorista passa o maior calor e ainda fica no meio da poeira das ruas. Dia 20/08 faltou combustível para abastecer das duas empilhadeiras usadas para atender toda área operacional, não tem reserva e quando quebra a área fica um caos, sem falar das condições dos equipamentos sem ar-condicionado, poliguindaste tem apenas um. À quem interessa essa " Gata " na área?

- A gerência do transporte é convivente com tudo isso, pois não fiscaliza e nem cobra essas condições. Esse é o jeito de ser Usiminas.




Cartas do Zé Protesto

“Zé, na CMI os trabalhadores estão sem receber o reajuste dos salários porque o sindicato patronal não atualizou seu cadastro no Ministério do Trabalho”.

- O Acordo Coletivo de Trabalho já foi assinado e essa empresa é a única que não efetuou o pagamento. E tem mais: o pagamento tem que ser retroativo à 1º de abril.

--

“Zé, na VIX as dobras e antecipações voltaram a acontecer. A direção da empresa está obrigando os trabalhadores a fazer quatro horas extras todos os dias. Além disso, não pagam insalubridade para os motoristas que ficam expostos a poeira do coque.”

- Os lucros da Usiminas e suas empreiteiras crescem em cima de explorar cada vez mais os trabalhadores. O transporte de placas, bobinas, coque e também celulose só cresce e a direção da VIX está sobrecarregando cada vez mais os trabalhadores. Contra essa jornada absurda que coloca os trabalhadores em risco, vamos juntos fortalecer a nossa mobilização.



Cartas do Zé Protesto

“Zé, a situação do transporte só piora. Tem ônibus que está levando cerca de 20 trabalhadores em pé. E na saída do ADM, os ônibus também lotam e aí os trabalhadores tem que esperar pelo ônibus reserva que faz um trajeto ainda maior dentro das cidades.”

- A direção da usina contratou mais trabalhadores e não ampliou o número de ônibus, dessa forma deixa os trabalhadores na rua esperando um tempão por ônibus reserva e amontoa os trabalhadores no trajeto de ida e volta. É muito desrespeito e contra isso o caminho é denunciar e se mobilizar.



Cartas do Zé Protesto

“Zé, no vestiário da Laminação à frio tem goteiras pra tudo que é lado, tem acumulo de água e na escada já tem até limo.”

- Veja só, os riscos de acidentes estão por toda parte dentro da usina, seja na área da produção e até nos vestiários. Tudo isso é responsabilidade da Usiminas que não está nem aí em garantir condições seguras de trabalho. Só está interessada em encher os bolsos dos acionistas de lucros.


--

“Zé, a VIX contratou motoristas para dirigir tratores e também transferiu outros dos caminhões, mas mal teve treinamento para todos os trabalhadores.”

- Veja só, os riscos de acidentes estão por toda parte dentro da usina, seja na área da produção e até nos vestiários. Tudo isso é responsabilidade da Usiminas que não está nem aí em garantir condições seguras de trabalho. Só está interessada em encher os bolsos dos acionistas de lucros. O Sindicato fez mais uma denúncia na Ouvidoria Municipal de Saúde de Cubatão em relação a esses vestiários na usina.



Cartas do Zé Protesto

“Zé, devido a produção em alta, a Ormec contratou mais 80 trabalhadores. Mas ela acha que é só contratar o pessoal e colocar pra trabalhar deixando de lado a segurança, saúde e higiene dos trabalhadores. Com o descaso da Ormec e da direção da Usiminas, o vestiário do porto continua em péssimas condições. É o maior aperto, com poucos chuveiros e alguns queimados, Não tem bebedouro e nem saída de emergência, sem contar a sujeira.”

- Aumenta a produção, contratam mais gente, mas as práticas que atacam direitos básicos dos trabalhadores continuam as mesmas na Ormec com a conivência da contratante Usiminas.

--

“Zé, no dia 25, no restaurante do LTQ 2 no almoço, os trabalhadores encontraram larvas na refeição. Um verdadeira nojeira e um risco de contaminação.”

- Mais uma absurdo da Usiminas que, além de fornecer uma mixaria de mistura, não consegue nem fornecer uma refeição de qualidade.




Cartas do Zé Protesto

“Zé, vocês dão o maior apoio para o pessoal das contratadas e o que ganharam na greve do dia 14? Todo mundo entrou. Na vigilância foi pior: além das câmeras da empresa que filmam tudo que acontece fora, tem vigilante que fica filmando trabalhadores pra depois entregar pra chefia, que coisa feia!”

- Apesar dos sindicatos que representam esses trabalhadores nunca estarem presentes na defesa dos direitos dos mesmos, nós temos apenas um objetivo: defender a classe trabalhadora, independente na cor do uniforme.



Zé Protesto

“Zé, a VIX continua praticando desvio de função dos mecânicos, soldadores e eletricistas que estão sendo obrigados a fazer o serviço de troca de pneus, as dobras e antecipações também continuam e os motoristas dos tratores são obrigados a fazer hora extra quase todo dia.”

- A Vix com a conivência da Usiminas, impõe o desvio de função, não contrata mais trabalhadores e sobrecarrega quem está na área, a consequência disso é mais adoecimento. Contra o desrespeito aos direitos e a saúde é preciso lutar.

--

“Zé o descaso com os caminhoneiros continua. Os que têm que carregar carepa no Pátio de Minérios além de sofrer com a espera para conseguir entrar na usina, depois tem que esperar ainda mais, lá dentro por conta que o maquinário da Vix na maioria das vezes está quebrado, inclusive a balança.”

- O caminhoneiro tem que ir e voltar na balança umas cinco vezes para acertar o peso e precisam abrir a tampa traseira pra descarregar o material que excede o peso, ou seja são riscos de acidentes provocados por essas condições de trabalho horríveis provocadas pelas terceirizadas com o apoio da Usiminas.